Vice-presidente da CACL Mara Baptista Quiosa orienta “Seminário sobre a violência contra a criança”

Um seminário dirigido a adultos e adolescentes do Município de Luanda foi realizado no dia 19 de Outubro de 2016, inserido na "Semana de reflexão sobre a violência contra a criança".

A actividade teve lugar no anfiteatro do Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL) e foi presidida pela Vice-presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL) para a Área Política, Social, Assuntos Comunitários e Ambiente, Mara Baptista Quiosa.

Presentes também o Administrador do Distrito Urbano do Rangel, Francisco Domingos "Naval", a Administradora do Distrito Urbano do Sambizanga, Milca Caquesse, a Directora Municipal de Luanda da Saúde, Victória Cambuanda, a Directora Municipal da Educação, Joana Torres, o Director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da CACL, Mário Silva e a Chefe dos Serviços Sociais do INAC, Ana Silva.

Participaram igualmente no acto líderes religiosos, a Directora do IMEL, Catarina dos Reis, professores e estudantes de algumas escolas da circunscrição, bem como diversas entidades convidadas.

No discurso de abertura a Vice-presidente da CACL, Mara Baptista Quiosa, relevou a importância das temáticas apresentadas, que se enquadram no compromisso de implementação de políticas públicas a favor dos 11 compromissos com a criança.

Na palestra foram abordados temas transversais, tais como: "Abuso sexual contra a criança, consequências e medidas de prevenção", tendo como prelectora a Dra. Manuela Clementina,"O papel da igreja na prevenção e combate à gravidez precoce", apresentado pelo Pastor Adilson de Almeida, "O papel da família na educação sexual, reprodutiva, doenças sexualmente transmissíveis e o HIV-SIDA", comentado pelo Dr. Acílio Manuel e ainda "A saúde sexual e reprodutiva na adolescência, que teve como oradora a Dra. Victória Cambuanda.  

Houve ainda um momento cultural, com a apresentação de uma peça teatral protagonizada por adolescentes, que retrataram a violência contra a criança no seio familiar.

Em declarações à imprensa, a dirigente do município de Luanda, Mara Baptista Quiosa, apelou a uma maior intervenção das famílias nessa problemática, quer nas instituições escolares, como na sociedade no geral e solicitou a todos para denunciarem os actos de violência contra a criança. 

Texto: Josidário Silva
Fotos: Nóe dos Prazeres
Edição: Neftali Cacoma


OUTRAS NOTÍCIAS